Home > Conta Certa > Mudanças nas regras da previdência pública… A importância do bom senso para o planejamento financeiro da aposentadoria (Parte 02)

Mudanças nas regras da previdência pública… A importância do bom senso para o planejamento financeiro da aposentadoria (Parte 02)

Antes de escrever sobre a escolha dos ativos para montar uma carteira de investimentos para a aposentadoria, como prometi, queria abrir um parêntesis para contar uma história sobre bom senso e planejamento.

Ano passado, fizemos uma reforma nos quartos dos nossos filhos. Na oportunidade, estivemos (algumas vezes) na casa do marceneiro, seu Joãozinho, para avaliarmos o avanço do mobiliário. Da primeira vez que fomos, o Joãozinho nos mostrou seu “escritório” e atentou para o que já está planejado em sua cabeça: em três ou quatro anos, iria transformar a casa em pontos comerciais (já tinha comprado inclusive as portas para as três salas que construirá) e se aposentar. O plano era morar em seu “sitiozinho”, criar bodes (já comprou alguns) para a engorda e a venda, alugar esses pontos e viver de renda.

Naquele mesmo dia, durante o almoço na casa da minha mãe, após eu comentar os planos do seu Joãozinho, minha irmã perguntou se ele tinha assistido a uma de minhas palestras sobre planejamento para a aposentadoria. Respondi que ele não precisava assistir à palestra. Tinha, na verdade, que ministrá-la.

É incrível como há pessoas conscientes, mesmo sem tanta instrução, e pessoas inconsequentes, com alto grau de instrução.

Acredito que, com orientação profissional, o planejamento para a aposentadoria do seu Joãozinho seria mais eficiente, porém o conhecimento, as habilidades e o bom senso de seu Joãozinho já são suficientes para sua eficácia.

E olha que ele não usou nenhum produto financeiro de bancos e corretoras.

No próximo post, vamos tratar dos produtos de investimentos e da montagem da carteira de ativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *