Home > # PsiFê > “Nunca diga nunca.”

“Nunca diga nunca.”

“Nunca diga nunca.” A máxima é muito antiga. Mas quem nunca disse nunca? Acredito que ninguém. Se soubéssemos o nosso futuro, talvez até pudéssemos ter a certeza de algum nunca. Como não temos, é natural quebrar a promessa.

O nunca certamente vai nos trair. Vai trair a convicção que temos no momento em que afirmamos: nunca faria (ei) isso! Nunca aceitaria (ei) isso! E quando se trata da vida do outro então? Nossa! O nunca “escapole” ligeiro da boca!

O tempo passa, a vida é dinâmica e de repente você faz o que nunca faria, aceita o que nunca aceitaria…Pronto! A traição está consolidada.
Talvez, objetivo do nunca, seja justamente esse: mostrar que podemos fazer e ser diferentes. Que não somos estáticos. Taí nunca, gostei de você!  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *