Home > Conta Certa > Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí…

Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí…

Concordo. É um título bem batido para um texto sobre finanças pessoais no carnaval (kkkk), mas vamos ao que interessa: como controlar os gastos e economizar no carnaval?

Dica 1: Planeje!

Ao longo do ano, reserve/poupe mensalmente para acumular a quantia prevista para ser usada durante o carnaval. Por exemplo, se você pretende gastar R$600,00 nesses cinco dias, guarde todo mês R$50,00.

Se você não sabe quanto vai (ou quanto costuma) gastar, aproveite esse carnaval para fazer esse levantamento. Anote seus gastos com fantasia, bebidas, comidinhas, acessórios, confetes, serpentinas, etc. e considere a soma total como o valor a ser acumulado ao longo dos próximos 12 meses.

Dica 2: Antecipe!

Quanto mais próximo do carnaval, mais caros ficam todos os itens. Por isso, compre com antecedência.

Dica 3: Estabeleça um orçamento diário

Se você reservou R$600,00 para os cinco dias de carnaval, tente manter o gasto diário em torno de R$120,00. Claro que você pode gastar um pouco mais em um ou dois dias, mas é preciso compensar gastando menos nos demais.

Dica 4: Pesquise!

Comprando com antecedência ou comprando na véspera, a máxima de pesquisar preços continua válida. A variação de preços de um estabelecimento para outro é enorme.

Dica 5: Reaproveite!

Tudo bem que fantasia nova é mais legal, mas, se o bolso está apertado, melhor reaproveitar. Use parte das fantasias passadas, misture com roupas usadas, ponha uma peruca, compre uns acessórios… Use a criatividade para criar a fantasia desse ano.

Faça a mesma coisa para a fantasia de seu filho. Se tiver mais de um filho, tente usar a fantasia antiga do filho mais velho no filho mais novo. Ele não vai gostar, mas precisará entender.

Dica 6: Leve de casa!

Bebidas e comidinhas no bloco são bem mais caras. Se você vai ficar na calçada vendo os blocos passarem, leve um isopor com suas bebidas. Leve comidinhas também. Além de ser um alívio para o bolso, o estômago agradece (você há de convir que as comidinhas na rua não são tão saudáveis assim!). Se você vai seguir os blocos, leve uma garrafa térmica com sua bebida.

Dica 7: Não caia na tentação!

Das festas ao longo do ano, o carnaval talvez seja a mais difícil de resistir. Pelo menos para os brasileiros… Você pode estar decidido a não pular carnaval, não sair nos blocos, não se fantasiar, mas, quando o carnaval chega, toda aquela bagunça, toda aquela música, todo mundo dançando e festejando, quem consegue ficar imune? Assim sendo, se você está numa situação financeira difícil, controle-se. É melhor se conformar, perder esse carnaval e se preparar melhor para o do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *