Home > # PsiFê > A sabedoria do desencontro

A sabedoria do desencontro

“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.”, disse Vinicius de Moraes em uma das interpretações de Samba da Benção. Concordo com o poeta, sobretudo quando penso que até os desencontros podem gerar encontros, inclusive o melhor deles: com nós mesmos. 

É que muitas vezes o amargor do desencontro provoca silêncio e só há reflexão longe do barulho interno. A dor que um desencontro provoca pode ser pedagógica, desde que haja disposição para a análise e, consequentemente mudança. 

Portanto, muito mais válido que lastimar um desencontro na vida é pensar sobre o quanto se aprendeu com ele. E assim, entre chegadas e partidas, encontramos sentido na arte  de viver! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *