Home > EXPLORE > Paraíba – Festas Juninas

Paraíba – Festas Juninas

O mês de junho é marcado pelas tradicionais festas juninas. Casas e ruas ficam enfeitados com bandeirinhas e lanterninhas, algumas ruas chegam a ser fechadas para que se armem barraquinhas e então formar um arraial para as pessoas dançarem quadrilhas, saborearem comidas típicas, enfim se divertirem.

As festas juninas são originárias de Portugal onde se homenageiam os santos Antônio, Pedro e João. Aqui no Brasil há a mesma tradição, principalmente aqui na região Nordeste. As festas são repletas de comidas típicas, aproveitando a colheita do milho para fazer o curau, a pipoca, o milho cozido, a canjica e a pamonha.

Esses três Santos católicos: Santo Antônio no dia 13 de junho, São João no dia 23 e São Pedro no dia 29, que também são homenageados nestas festas, trazem muita alegria e brincadeiras. É comum as pessoas soltarem fogos e se divertirem vestidas com roupas que lembram as pessoas do campo, os homens usando calças de brim, camisas quadriculadas, lenços no pescoço e o tradicional chapéu de palha. Já as mulheres gostam de vestir vestidos feitos de chita e usar tranças no cabelo. No dia de Santo Antonio há também a tradição das mulheres solteiras fazerem promessas ao Santo para se casarem. As músicas tocadas nestas festas são bem conhecidas e antigas, como: Capelinha de Melão, Pula a Fogueira e muitas outras que animam bastante as festanças.

Neste período junino têm como tradição a quadrilha que é uma dança em pares que as pessoas vão recebendo ordens de uma pessoa para dançarem como, por exemplo: trocarem de par, passarem pelo túnel, pularem pensando que tem cobra no chão, que está chovendo, enfim realizarem as ordens dadas com muita graça e alegria, que só a festas juninas sabem dar as pessoas. As fogueiras não podem faltar, já que o clima nesta época do ano é frio, servindo tanto para esquentar as pessoas como também para os mais corajosos, motivo da brincadeira Pula a Fogueira.

Quanto aos balões devemos lembrar que realmente são muito bonitos, que eles enfeitam o céu estrelado, mas que são muito perigosos e causam incêndios irreparáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *